Boletim Informativo

Prefeituras sofrem ataques de hackers

Segundo a empresa Kaspersky, 174 órgãos municipais sofreram ataques de “ransomware” em 2019. Ransomware é um tipo de software nocivo que restringe o acesso ao sistema infectado, com uma espécie de bloqueio. Em vários casos, os criminosos exigem um resgate em criptomoeda para que o acesso seja restabelecido. Foram, aproximadamente, 50 Prefeituras, 106 Escolas Municipais e 12 atendimentos de saúde, entre outros órgãos, vítimas de ransomwares.  

Técnico da Kaspersky explica que, normalmente, o ataque se dá por meio de robôs que atiram aleatoriamente e as prefeituras, em geral, são alvos mais frágeis, porque nem sempre estão preparadas para lidar com essas invasões.

Diretor da empresa Accenture esclarece que o alvo atingido é a prefeitura por ser o mais fácil de invadir, sendo, então, usada como base para ataques a outras instituições e empresas que atuam na rede do órgão público. Um especialista em segurança cibernética da Crowe informou que várias prefeituras brasileiras estão passando por tentativas de roubo, obtenção de senhas de bancos, paralisação de serviços, ataques de ransomware e até mesmo adulteração da página web pelo exibicionismo do hacker. “Em 2019, o Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes (CTIR), do governo federal, notificou 23.676 ataques a alvos de administrações públicas, com 10.779 danos. Em nível municipal, 54% dos ataques foram alterações nos sites, e 38% foram ataques de vírus e de ransomware”.

Fonte: Jornal Valor, de 28/04/2020, Jornalista Carmen Nery.

Comentário do Consultor: Conhecemos algumas Prefeituras vítimas desses ataques. Mais do que nunca, os órgãos públicos precisam investir em segurança cibernética, lembrando que, às vezes, o barato sai muito mais caro, e conversa adocicada geralmente amarga no fim.