Cursos e Eventos

Nenhum curso ou evento agendado

Boletim Informativo - todos os artigos

Os sujeitos passivos do IPTU no período antecedente ao divórcio - 24/07/2018


Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul: Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. DIVÓRCIO. PARTILHA. INDENIZAÇÃO À DEMANDADA EM RELAÇÃO À BENFEITORIA EDIFICADA SOBRE IMÓVEL COMUM DEPOIS DA RUPTURA FÁTICA DO CASAMENTO. 1. VALOR DESPENDIDO PELA DEMANDADA PARA EDIFICAR CASA DE ALVENARIA EM TERRENO DO CASAL. DESMANCHE ...

Continuar lendo


Município de São Paulo aceita precatório para quitar Dívida Ativa - 19/07/2018


A Cidade de São Paulo disciplinou o uso de precatórios para pagamento de dívidas tributárias e outros débitos inscritos em dívida ativa. A autorização está na Lei n. 16.953, que autoriza a compensação do valor líquido atualizado de precatório pendente de pagamento com até 92% do montante atualizado do ...

Continuar lendo


Mesmo tendo contrato irretratável de venda, promitente vendedor é responsável solidário ao IPTU - 10/07/2018


TRIBUTÁRIO. IPTU. PAGAMENTO. CONTRIBUINTES RESPONSÁVEIS. PROMITENTE COMPRADOR OU PROMITENTE VENDEDOR. ENTENDIMENTO DESTA CORTE. DIREITO REAL. CONTRATO DE COMPRA E VENDA REGISTRADO EM CARTÓRIO. APLICABILIDADE. I - A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça, no julgamento do Tema 122, vinculado aos Recursos Especiais Repetitivos n.os 1.110.511/ ...

Continuar lendo


Projeto de lei veda liminar individual do Supremo - 04/07/2018


A Câmara dos Deputados aprovou no último dia 3 de julho um projeto de lei que proíbe os Ministros do Supremo Tribunal Federal de concederem, monocraticamente, medidas liminares em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) e Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) para suspenderem a aplicação de leis ou atos normativos ...

Continuar lendo


Supremo libera, em liminar, o porte de armas para guardas municipais - 02/07/2018


O Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu medida cautelar na ação direta de inconstitucionalidade (ADI 5.948) para suspender os efeitos de trecho da Lei n. 10.826/2003 (Estatuto do Desarmamento) que proíbe o porte de arma para integrantes das guardas municipais de cidades com menos de 50 mil habitantes e permite o porte nos municípios que t&e ...

Continuar lendo


Promitente comprador e promitente vendedor são responsáveis pelo IPTU - 17/06/2018


Superior Tribunal de Justiça: TRIBUTÁRIO. IPTU. CONTRIBUINTES RESPONSÁVEIS PELO PAGAMENTO. RECURSO REPETITIVO RESP 1.111.202/SP. DECISÃO QUE ENTENDEU PELA ILEGITIMIDADE PASSIVA DO VENDEDOR.  ACÓRDÃO EM CONFRONTO COM A JURISPRUDÊNCIA  DO STJ. I - A Primeira Seção do STJ no julgamento do REsp.  1.111.202/SP, sob o rito d ...

Continuar lendo


Imóvel em área urbana dispensa existência de melhoramentos públicos para incidência do IPTU - 17/06/2018


Superior Tribunal de Justiça: TRIBUTÁRIO  E  PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO INTERNO NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. IPTU. AÇÃO ANULATÓRIA. ACÓRDÃO RECORRIDO. VIOLAÇÃO AO ART. 1.022  DO  CPC/2015. INEXISTÊNCIA. IMÓVEL LOCALIZADO EM ÁREA URBANA, CONFORME LEI MUNICIPAL. AUSÊNCIA DOS MELHORAMENTOS ...

Continuar lendo


Base de cálculo do ITBI pode ser arbitrada pelo Fisco - 17/06/2018


Superior Tribunal de Justiça: TRIBUTÁRIO.  ITBI. BASE DE CÁLCULO. VALOR REAL DE MERCADO DO IMÓVEL. VALOR VENAL DO  IPTU  OU  VALOR  DECLARADO  EM CARTÓRIO NO NEGÓCIO JURÍDICO. DESNECESSIDADE. JURISPRUDÊNCIA DO STJ. Trata-se,  na  origem, de Mandado de Segurança destinado a afastar a possibil ...

Continuar lendo


Base de cálculo do ITBI não se identifica com a do IPTU - 17/06/2018


Superior Tribunal de Justiça: PROCESSO CIVIL E TRIBUTÁRIO. AGRAVO INTERNO NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL.  ENUNCIADO ADMINISTRATIVO Nº 3/STJ. TRIBUTÁRIO. ITBI. BASE DE CÁLCULO.  VALOR VENAL DO IMÓVEL. APURAÇÃO DISSOCIADA DO VALOR APURADO PELA MUNICIPALIDADE PARA COBRANÇA DE IPTU. POSSIBILIDADE. AGRAVO NÃO PROVIDO. 1 ...

Continuar lendo


Leasing: existindo unidade do prestador no Município, o ISS pertence a este Município - 25/05/2018


Superior Tribunal de Justiça: “V - Na hipótese dos autos, a questão vem sendo decidida de acordo com o julgamento proferido no acórdão rescindendo, no sentido de que, existindo no município unidade do estabelecimento prestador, a exação deve ser cobrada por esse município. Nesse sentido: REsp 1060210/SC, Rel. Ministro NAPOLE&A ...

Continuar lendo


1 2 3 4 5 6 7 8 9 10